Home  >  Estudos em Português  >  Período Interbíblico
Período Interbíblico PDF Print E-mail

Como chegamos aqui?

Após dois séculos de guerras contra Cartago, Roma vence e conquista os territórios no Mediterrâneo.

Ainda sob o regime republicano com o comando do general Pompeu, Julio Cesar expande o domínio romano. Após o assassinato deste, Otávio, que seria conhecido como Augusto, derrota Antônio e a última descendente dos ptolomeus, Cleópatra. Desta forma ele se tornou o primeiro imperador de Roma.

Então houve uma transição de expansão territorial de relativa paz, que ficou conhecida como Pax Romana. A Judéia interrompeu essa paz, e houve brutal intervenção romana nos anos 70 e 135 d.C, conhecido como segunda revolta dos judeus.

Mas, devemos ressaltar que, devido a este ambiente de relativa calma e estabilidade, que o cristianismo conseguiu se espalhar.

Será que agora conseguimos entender, depois de tantas guerras e revoltas, com a Pax Romana, aquilo que Paulo denominou de plenitude dos tempos? Imaginemos os Assírios, ou Babilônios dominando o mundo neste período? Agora temos uma língua universal, o grego, e um ambiente sem revoltas ou guerras mundiais. Teríamos este mesmo ambiente propício ao cristianismo se houvesse outro povo dominante na época?

Será mesmo que tudo isso aconteceu por acaso? Ou será que Deus já não havia pré-determinado todos estes acontecimentos?

Imperadores romanos na história cristã

Augusto (27 a.C. – 14d.C.) – Primeiro imperador romanao. Jesus nasce sob seu governo. Havia requerido o recenseamento da população.

Tibério (14 – 37 d.C.) – Sob seu governo Jesus desenvolve seu ministério público e morre.

Calígula (37 – 41 d.C.) – Ordenou culto ao imperador e que sua estátua fosse colocada no templo de Jerusalém. Morreu antes de ver sua ordem cumprida.

Cláudio (41 – 54 d.C.) – Expulsou os judeus de Roma, entre os quais Áquila e Priscila (At. 18:2). Alegou distúrbio civil.

Nero (54 – 68 d.C.) – Perseguiu os cristãos. Sob seu governo Paulo e Pedro são martirizados.

Vespasiano (69 – 79 d.C.) – Esmagou uma revolta dos judeus quando ainda era general. voltou para Roma, se tronou imperador e deixou o restante da missão com seu filho Tito, que invadiu Jerusalém e destruiu o templo.

Tito (79 -81 d.C.) – Provavelmente era o imperador na época que o Apocalipse foi escrito.

Desta forma acabamos o período inter-bíblico e passamos a entrar no período do Novo Testamento. Agora sabemos qual era a situação na Palestina de Jesus, os antecedentes históricos, a formação dos partidos políticos e podemos nos familiarizar um pouco melhor com as narrativas, esperanças e problemas históricos dos judeus deste período.  

Alexandre Milhoranza

 

 

Add comment



RADIO GOSPEL ON LINE

"